THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

Pare o mundo que eu quero descer ...


Raul Seixas

tentando fazer poesia
do que me arranca a Alma,
ela mesma, mesmo que seja em pranto ...

sexta-feira, 2 de março de 2012

A Vida, não a compreendo ...



O que é a Vida?
como se me tem apresentado,
apenas
um mar de amarguras e poucas alegrias
dores, alergias, a tudo

ou, eu mesma, não saiba apreciar as alegrias, que se me mostram...

sinto gente em dor, amargura,
desiludida, sem rumo algum

sinto, e reparo
crianças a morrer
à fome...
com crancros??...
torturadas
violadas....

sinto e vejo
pessoas idosas abandonadas
quando eles mesmas só podem ser nossa âncora na vida
pela sua experiência vivida ...

sinto, gente, que luta, dia a dia,
por um pão e água para sobreviver
para dar de comer a seus entes queridos
sem nada, ou pouco conseguir...
e reviver

vejo animais, na sua pureza e inocência
magros, esqueléticos, abandonados....
maltratados, aniquilados
quando só querem... viver...

sinto o sofrimento, de todos e mais alguns
que lutam para seguir,
mais um dia, mais uma hora,
sem saber o que lhes trará
a própria Vida que lhes dá
as dores que lhe foram impostas
nem sei por quem...???

presos a cadeiras de rodas
ou mesmo numa cama sem se mexer
atados em dor, física
atroz mental e vivida
segundo a segundo
apenas por viver
mais um segundo ..
ou alguma coisa poder...
 
gente cheia de dor, vendo sua vida vivida desaparecer
ou mesmo, aquela que não conseguiu ser vivida, querendo
sem mesmo saber para onde..???

acidentes, que devastam num segundo as gentes
tufões, vulcões, inundações, terremotos,
sem explicação convincente
de nada
de ninguém!!

como posso apreciar uma vida assim
mesmo que pouco ou nada se me roçe a mim
se sinto e vejo no mundo
tal clausura obrigatória
sem conseguir, ninguém
fugir deste mundo
sem saber sequer o que lhe espera
sem saber quem governa
as Leis deste Mundo

e porque é Assim??...

nada sabe,
ninguém sabe
o porquê deste Mundo
ser de dor
sofrimento, tortura
e quem foi que nos deixou
abandonados
assim...
sem rumo!!

Analuz


4 comentários:

Artes e escritas disse...

Nada sabemos da vida, mas ela é um presente, então que a vivamos da melhor maneira que pudermos. Um abraço, Yayá.

SOL da Esteva disse...

Analuz, Querida

Ninguém sabe!
A Vida é um mistério, um empréstimo para ser usado, uma riqueza a ser valorizada.
Quem nada fizer, acaba com a sua Vida vazia.


Beijos

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Lua Negra disse...

Amiga o abandono parte do próprio ser humano. Quando não cultivamos amores na juventude, colhemos solidão na velhice; quando maltratamos nosso corpo, geramos o desconhecido.

Mais sei que se olharmos só para as coisas feias do mundo, sucumbiremos a dor.

Não sei de quem é a culpa, mais a vida é nosso maior presente, sempre.
Te desejo uma semana com olhares mais amenos para colorir mais seu coração.
Beijos de lavanda.
Lua.

A.S. disse...

Na vida já não existe alquimia, nem saber, nem amor... apenas um patíbulo!...


Beijos,
AL

Aquilo a que a lagarta chama fim do mundo, o homem chama borboleta.
(Richard Bach)

Somos prisioneiros da vida e temos que suportá-la até que o último viaduto nos invada pela boca adentro e viaje eternamente em nossos corpos

Raul Seixas

Mensagens populares